Integrantes do GEISC são novas mestres em Comunicação Social

O mês de março foi de muito orgulho para o GEISC. Quatro integrantes defenderam suas dissertações e agora são mestres em Comunicação Social, pelo PPGCOM/PUCRS.

São elas:

Camila Morales, autora de Transgressões à publicidade clássica: novos suportes e formatos da publicidade contemporânea.

Caren Mello, que desenvolveu a pesquisa Revista de cultura no Rio Grande do Sul: o caso de VOX e Arquipélago.

Karine Ruy, com a dissertação Para onde vão nossos filmes: um estudo sobre a circulação do longa-metragem nacional no mercado de salas.

Carolina Souza, que realizou o estudo Hipermodernidade e suas questões de consumo: o hiperconsumidor e as fastfashions.

Carolina Souza durante a defesa de sua dissertação.

Parabéns, garotas! E muito sucesso!

Começar do começo (ou O início da vida acadêmica)

Olá colegas, na última terça-feira, dia 05 de abril, tivemos mais um encontro do Geisc. Nesse encontro, fizemos um exercício proposto pelo Prof. Dr. Jorge González em seminário ministrado no segundo semestre de 2010.
Nossa colega Poliana Pasa escreveu algumas linhas sobre o exercício feito nesse encontro:

“COMEÇAR DO COMEÇO (OU O INÍCIO DA VIDA ACADÊMICA)

É bem provável que eu não possa falar por todos os colegas, porém creio que o principal impacto das primeiras semanas do mestrado se dá na auto-estima. Para não deixá-la chegar a níveis irrisórios, é necessário investir num bom trabalho de manutenção. Pode ser algo bem pessoal, mas a minha técnica envolve a sistemática repetição de uma espécie de mantra consolador: “Eu sei o que estou fazendo aqui, eu sei o que estou fazendo aqui.” Basicamente, você precisa acreditar no fato de que, se o deixaram entrar no programa de pós-graduação, você não deve ser um idiota completo.
E, nesse sentido, a última reunião do GEISC ajudou bastante. A proposta do encontro era realizar um exercício epistemológico do professor Jorge Gonzáles. Em dez minutos, cada um deveria responder, por escrito e de forma objetiva, a seis questões sobre seu projeto de pesquisa:
1. Título
2. Área de interesse
3. Tópico de investigação
4. Problema prático
5. Pergunta de investigação
6. Problema de investigação
Depois do pânico inicial (Como assim falar sobre o meu projeto? Ele não está definitivamente pronto! E em dez minutos? E objetivamente?), com as respostas prontas, deveríamos nos reunir em pequenos grupos e compartilhar aquele misto de conceitos e boas intenções. O objeto da atividade era que os colegas entendessem de que raios você estava falando sem muita explicação. E, se não entendessem, seria uma oportunidade para arrecadar críticas construtivas e alguma dose de apoio intelecto-moral.
Apoio é o que todos queremos nessa fase de estudos intensivos. E, por isso, o exercício do professor Gonzáles é tão válido – ele é, acima de tudo, uma chance de ouvir e ser ouvido, com o benefício da opinião de gente que está no mesmo barco que você. Vale dizer que ninguém parece ter saído traumatizado para a vida e que eu saí me achando menos burra. Ainda muito confusa, mas longe de ser uma idiota completa.”

Obrigado Poliana pelas suas palavras.
Nos links a seguir, você pode encontrar outras impressões sobre o exercício proposto por González em 2010:
http://blogdoppgcom.wordpress.com/2010/10/26/por-uma-ciencia-em-desalinho/
http://joelfelipeguindani.blogspot.com/2010/10/um-encontro-com-o-pesquisador-e.html
E em nossos comentários, você pode deixar a sua opinião sobre o que fizemos no último encontro!

Não esqueçam, no dia 19, às 19h temos mais um encontro. Até lá!

Aula Inaugural PPGCOM-PUCRS: “Mídia e eleições no Brasil: de Collor a Dilma”

 

Profa. Dra. Alessandra Aldé e Profa. Dra. Maria Helena Weber em nossa aula inaugural

No dia 8 de abril de 2011 aconteceu, na sala 301 da Famecos, a aula inaugural do semestre com a Profª Dra. Alessandra Aldé – UERJ e mediação da Profª Dra Maria Helena Weber – UFRGS.

Antes da aula, vimos o filme de Alessandra Aldé (IUPERJ) e Vicente Ferraz (Urca Filmes): Arquitetos do Poder. O filme, com duração de 90min, é resultado de uma investigação sobre as relações entre a mídia e a política e a evolução no uso das técnicas do marketing político ao longo da história recente do Brasil, e foi produzido a partir de entrevistas em profundidade gravadas com jornalistas, políticos e marqueteiros, que trabalharam nessas campanhas e que fazem parte dessa história.

Após a apresentação do filme, a Profª Dra. Alessandra comentou o processo de produção do filme e a importância do marketing político no Brasil. Segundo a pesquisadora, o marketing político é importante, mas o contexto e a conjuntura política são mais importantes do que o marketing. A Profª Dra. Alessandra diz que a campanha pode ser boa, mas se o contexto não for favorável, não adianta ter marketing.  Resumindo, o marketing sozinho não elege ninguém, mas a falta dele pode levar um candidato à derrota.

Se você se interessou pelo tema, há uma entrevista na revista Estudos Políticos em que a Profª. Dra. Alessandra Aldé explica o processo de produção do filme: http://revistaestudospoliticos.com/arquitetosdopoder/

E para quem perdeu a exibição do filme, deixamos um link onde se pode realizar o download de Arquitetos do Poder: clique aqui.

Os alunos do Geisc agradecem a presença das professoras Alessandra Aldé e Maria Helena Weber nesse início de ano letivo, e parabeniza a Prof. Dra. Maria Helena Weber por sua recente nomeação para coordenação da área de Ciências Sociais Aplicadas na Capes, para o triênio 2011 – 2013.