Publicações com livre acesso

Em seu último encontro, o Geisc embarcou em um debate muito necessário ao mundo acadêmico, e cujo capítulo mais recente foi promovido pela Universidade de Harvard. Cansada do aumento abusivo promovido por editoras e portais de periódicos acadêmicos, a respeitada instituição de ensino e pesquisa norte americana pediu a seu corpo docente e discente um boicote à publicações que não tenham acesso livre.

Os problemas desta restrição acadêmica são evidentes a todos nós pesquisadores. Ora, quem nunca sentiu a frustração de encontrar um artigo que poderia enriquecer tanto a seu trabalho e viu o aviso de que o acesso é fechado? A quem é de interesse a restrição de informação de cunho puramente acadêmico? Certamente tal prática não favorece à alunos, professores ou universidades e outras instituições de pesquisa, uma vez que a pesquisa e conhecimento científico deveriam ter por primazia serem compartilhados o máximo possível. Ademais há muito que se pensar sobre a legitimidade de indexadores ou publicações em que os autores ou revistas publicadas pagam para serem publicados. Infelizmente esta é a situação da pesquisa atualmente, no entanto é importante ouvir a apelos, como o da Universidade de Harvard, para que haja possibilidade de conseguirmos mudar as práticas do mundo acadêmico que de nada ajudam à propagação de conhecimento.

Texto de Lucia Coutinho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s