Pesquisa revela dados sobre a profissão de jornalista

Uma averiguação feita pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da UFSC em convênio com a FENAJ concluiu que maioria dos jornalistas é mulher e ganha até cinco salários mínimos.

Na quinta-feira (4), o relatório com a síntese da pesquisa “Perfil do Jornalista Brasileiro” foi divulgado oficialmente em coletiva em Brasília. O lançamento contou com as participações dos presidentes da FENAJ, Celso Schröder, do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo, Mirna Tonus, da Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo, Dione Moura, e do professor Samuel Lima, um dos coordenadores da investigação.

Dividida em três segmentos (os que atuam na mídia – 55%, os que atuam em assessoria de imprensa ou outras atividades jornalísticas – 40%, e os que atuam como professores – 5%), o estudo foi baseado em entrevistas. Os dados revelaram que: as mulheres compõem 64% do universo dos profissionais que estão em atividades, 98% da categoria tem formação superior, 59,9% recebem até cinco salários mínimos, aproximadamente 50% trabalham mais de oito horas por dia e 27% trabalham em mais de um emprego.

O relatório completo pode ser acessado aqui.

Fonte: FNAJ.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s