Sociologia: esporte de combate

Em nosso penúltimo encontro do Geisc fizemos uma discussão sobre capital cultural e habitus midiatizado. Para dar início ao debate, assistimos um pedaço do documentário Sociologia é um esporte de combate (2001), de Pierre Carles composto de discussões, entrevistas e debates, além do dia a dia daquele que é possivelmente um dos maiores oráculos da sociologia, o francês Pierre Bourdieu. Neste trecho do documentário Bourdieu fala da importância da hierarquização do capital cultural no âmbito escolar, mas podemos expandir tal tese relacionando-a à questão dos gostos de classe e como a posição social influencia não apenas a maneira como o mundo nos vê, mas também como vemos o mundo, conforme podemos ver no estudo Gostos de classe e estilos de vida do autor.

Trecho do documentário que vimos no encontro

Ponto de vista de Bourdieu necessitar de atualização sobre as possibilidades provenientes das novas tecnologias e especialmente da mobilidade de classes, podemos trazer esse pensamento para as preferências dos indivíduos dentro da mídia. Talvez para ilustrar a problemática em poucas palavras possamos lançar a reflexão: por que muitos brasileiros das classes mais abastadas tem vergonha de assistir a novelas, porém exaltam seriados americanos? Por exemplo. Por mais simplista que seja, esta é uma realidade facilmente identificável em nosso meio e reflete o habitus na mídia, abordando uma questão estética.

Para maior entendimento sobre o tema e para fomentar a discussão que sempre é interessante para aqueles que estudam cultura sugiro a leitura dos artigos:

BOURDIEU, Pierre. Gostos de classe e estilos de vida. In: ORTIZ, Renato (Org.). Pierre Bourdieu: sociologia. São Paulo: Editora Ática, 1983, pp.82-121.
Também disponível em diversas coletâneas sobre o autor.

FREIRE FILHO, João. Estudos Culturais e os deslocamentos do domínio estético. ECO-Pós, Rio de Janeiro: UFRJ/Eco, v.12, n.3, set-dez 2009, pp.150-171. Disponível em: http://www.pos.eco.ufrj.br/ojs-2.2.2/index.php/revista/article/view/307/341

Uma forma bem humorada de mostrar como os gostos de classe estão presentes em diversos âmbitos da sociedade se apresentam neste vídeo do quadro Vem com tudo, apresentado por Regina Casé no Fantástico, especificamente a partir de 5’50”

Texto: Lúcia Coutinho

Anúncios

Aula Inaugural PPGCOM-PUCRS: “Mídia e eleições no Brasil: de Collor a Dilma”

 

Profa. Dra. Alessandra Aldé e Profa. Dra. Maria Helena Weber em nossa aula inaugural

No dia 8 de abril de 2011 aconteceu, na sala 301 da Famecos, a aula inaugural do semestre com a Profª Dra. Alessandra Aldé – UERJ e mediação da Profª Dra Maria Helena Weber – UFRGS.

Antes da aula, vimos o filme de Alessandra Aldé (IUPERJ) e Vicente Ferraz (Urca Filmes): Arquitetos do Poder. O filme, com duração de 90min, é resultado de uma investigação sobre as relações entre a mídia e a política e a evolução no uso das técnicas do marketing político ao longo da história recente do Brasil, e foi produzido a partir de entrevistas em profundidade gravadas com jornalistas, políticos e marqueteiros, que trabalharam nessas campanhas e que fazem parte dessa história.

Após a apresentação do filme, a Profª Dra. Alessandra comentou o processo de produção do filme e a importância do marketing político no Brasil. Segundo a pesquisadora, o marketing político é importante, mas o contexto e a conjuntura política são mais importantes do que o marketing. A Profª Dra. Alessandra diz que a campanha pode ser boa, mas se o contexto não for favorável, não adianta ter marketing.  Resumindo, o marketing sozinho não elege ninguém, mas a falta dele pode levar um candidato à derrota.

Se você se interessou pelo tema, há uma entrevista na revista Estudos Políticos em que a Profª. Dra. Alessandra Aldé explica o processo de produção do filme: http://revistaestudospoliticos.com/arquitetosdopoder/

E para quem perdeu a exibição do filme, deixamos um link onde se pode realizar o download de Arquitetos do Poder: clique aqui.

Os alunos do Geisc agradecem a presença das professoras Alessandra Aldé e Maria Helena Weber nesse início de ano letivo, e parabeniza a Prof. Dra. Maria Helena Weber por sua recente nomeação para coordenação da área de Ciências Sociais Aplicadas na Capes, para o triênio 2011 – 2013.