O cruzamento entre o saber e o fazer

São muitas as angústias que nos rodeiam, e especialmente ontem, após o bate-papo com o professor Gerbase, uma verdade tornou-se ainda mais real: a experiência profissional vs a vida acadêmica. O desafio está na habilidade de cada um em cruzar o mundo acadêmico com o mundo profissional. Em sala de aula teremos alunos sedentos por conhecimentos teóricos e práticos. E como conciliar estes dois mundos? Gerbase soube gerenciar as carreiras profissionais e acadêmicas com sabedoria, e hoje é referência nestes dois universos. Porém sua história é singular, foi o meio acadêmico que se moldou ao ritmo de vida do cineasta.
Tempo de maturação e experiência são dicas que o professor pós-doutor coloca como essenciais antes da caminhada acadêmica.
Sabemos que cada um tem seu próprio tempo. Para Gerbase, a vida e oportunidades se desenharam de maneira natural. Mas é importante frisar que, como ele mesmo diz, era uma outra época, a qual o saber e o fazer possuíam particularidades que hoje não apresentam mais. Nossa história está sendo escrita com outras tintas, temos mais competitividade, o MEC agregou novas regras ao campo, os empregadores não compreendem bem nossa ausência fomentada pelos afazares acadêmicos , e ainda temos os amigos, os amores, a família, nós mesmos, as mídias, as tecnologias, as teorias, o pós e o hiper moderno, o quanti e o quali… Enfim, cada um a sua maneira busca dar o melhor de si. Como diz o professor Roberto Ramos, estamos fazendo o melhor dentro do nosso contexto e condições de vida. Equalizar os dois mundos é também nosso desafio como mestrandos/doutorandos. Como fazer? Cabe a cada um a resposta.
Daniela Maria
Anúncios